Traçar metas, listar objetivos e ações para realizar. Se muitas pessoas aproveitam o início do ano para fazer isso, o mesmo acontece com as empresas. Algumas aproveitam o novo ciclo para buscar formas de ampliar sua atuação no mercado. Mas como fazer isso? Especialistas da área empresarial de diversos segmentos apontam dicas que podem ser o diferencial para melhorar sua empresa em 2013:

  • Invista em negócios sólidos: Batista Gigliotti, master franqueado da Sunbelt Business Brokers no Brasil, a maior empresa de intermediação de negócios do mundo, explica que “para quem possui capital suficiente para investimento e não deseja arriscar, uma boa alternativa é pensar em investir em uma empresa já em andamento, pois, de certa forma, essa prática facilita a vida do empreendedor. Ter uma carteira de clientes formada, ponto comercial testado e aprovado atenua eventuais riscos. Ao contrário do que muitos imaginam, há grandes oportunidades neste segmento e existem várias empresas à venda que estão no azul. A vantagem de se conhecer e de se auditar o histórico também diminui (e muito) os riscos”.
  • Utilize novas plataformas para se comunicar: Meriellin Albuquerque, sócia e diretora da Ato. A Comunicação Inteligente – especializada no atendimento de PMEs e franquias – acredita que as empresas de pequeno porte podem explorar (ainda mais) o universo das redes sociais em 2013: “as redes sociais se tornaram uma vitrine para as pequenas e médias empresas no Brasil. Mas é fundamental profissionalizar essa atuação, integrando conteúdo, relacionamento e monitoramento. Com essa integração a marca começa a aproveitar oportunidades e interagir efetivamente para que a mesma ganhe admiradores e defensores nas redes sociais”.
  • Cuidado na hora de exportar: Empresas de todos os setores veem no momento de exportar o seu maior desafio. Segundo Alfredo Novais, diretor da ABN8 Trading, empresa especializada em comércio exterior, a exportação é uma operação complexa e pode trazer prejuízos a quem não é especialista no assunto: uma falha simples, como esquecer de incluir um documento, pode comprometer todo o trabalho feito para alcançar um novo mercado. Além da legislação de cada país, é importante conhecer os costumes e o padrão de renda.
  • Invista no posicionamento da sua marca: Não basta criar o negócio, é preciso investir na marca, na identidade e na estratégia de crescimento. Na opinião de Hélio Moreira, diretor da NewGrowing Design & Branding, que atua no mercado de branding e design há mais de dez anos, e tem por objetivo agregar valor às marcas, “o posicionamento é fundamental para manter a marca competitiva e suportar as intempéries do mercado. Neste caso, olhar para dentro do seu negócio, inovar e encontrar novos caminhos torna-se um fator determinante para alcançar ou manter-se na liderança”.
  • Inove também no conceito: Eventos são utilizados por empresas de todos os portes como forma de relacionamento e interação. Para garantir que sejam produtivos, inovação é uma das chaves do negócio. O 9º Congresso Brasileiro do Algodão, que será realizado em setembro de 2013, é todo apoiado no design thinking, técnica que teve início na década de 80. A metodologia valoriza o pensamento integrado na busca por soluções, explica Milton Garbugio, presidente do Congresso e da AMPA – Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão. Ao mesmo tempo, é importante ficar atento para que os resultados sejam financeiramente atrativos e tecnicamente acessíveis, completa.
  • Estabeleça uma integração segura com seus parceiros e clientes: Um serviço de qualidade mostra o quão preparado seu negócio está. Softwares de gestão que ofereçam agilidade e segurança no momento de sincronização de informações entre empresas parceiras e clientes são a garantia de manter uma relação transparente e organizada entre estes. Para Werter Padilha Cavalcante, CEO da Sawluz, especializada em tecnologia, armazenamento, transporte e análise da informação, “o foco na equalização dos processos logísticos, desde o comercial à expedição, reduz tempo e gastos, garantindo uma distribuição ainda mais eficiente e controlada”.
  • Pense na capacitação dos seus funcionários: Investir na capacitação dos funcionários é essencial para a empresa crescer de maneira equilibrada. “Muitos empresários estão se conscientizando que é preciso adotar medidas para fortalecer e melhorar o nível de conhecimento de seus colaboradores”, diz Steven Beggs, CEO da Seven Idiomas. A rede de escolas de idiomas, com 25 anos de experiência no ensino de inglês e espanhol, também oferece soluções de cursos voltados a empresas, de diferentes nichos e tamanhos. Segundo o CEO, o investimento em cursos de idiomas por diversas companhias é uma grande tendência, principalmente com a chegada de grandes eventos esportivos no Brasil nos próximos anos. “Preparamos desde funcionários que tenham nível básico aos que estão em estágios avançados, porém, não tem muita segurança em seu desempenho”, explica Beggs.